Associação Planalto Central

Associação Planalto Central

Testemunho Tesouraria

Missão após o expediente

Por meio da oração, amizade se transforma em oportunidade de salvação no Planalto Central

A tesouraria da Associação Planalto Central (APlaC), além de administrar e prover os recursos financeiros para o avanço da pregação do evangelho em Brasília e Entorno, também auxilia na coordenação das atividades do escritório. Lá, homens e mulheres se dedicam à missão e dão o suporte necessário para o avanço da Igreja Adventista. No entanto, esse serviço, muitas vezes, vai além do convencional. 

Os colaboradores são verdadeiros missionários. O advogado Arthur Lima e sua esposa Danielli Rossi, que é fotógrafa e publicitária, dedicam parte do seu tempo fora do expediente para levar Cristo às pessoas.

A oração

O projeto Primeiro Deus foi criado para motivar as pessoas a reservarem a primeira hora do dia para ter comunhão pessoal com Deus. Quando ele foi lançado, Arthur e Danielli aceitaram o desafio de participar. Eles oraram por um amigo, o engenheiro Marcelo Arantes. “A cada dia havia uma tarefa para fazer. No geral, ela consistia em orar por determinadas pessoas e fazer contato missionário. Começamos a orar pelo Marcelo”, relembra Arthur.

O advogado destaca que certo sábado o projeto lançou o desafio de procurar e falar com a pessoa por quem o participante estava orando. “Minha esposa e eu conversamos e decidimos que falaríamos com o Marcelo na Escola Sabatina. Porém, nesse sábado específico, ele não foi à igreja”, salienta.

Pedido especial

No mesmo dia, para a surpresa de Arthur e Danielli, a namorada de Marcelo procurou o casal e fez um pedido especial. “Ela nos contou que o Marcelo conversou com ela naquela semana e disse que queria receber estudos bíblicos. Ela, então, nos perguntou se poderíamos estudar com ele. Estávamos orando por isso a semana inteira e tudo deu certo. Logo iniciamos nossos encontros para estudar a Bíblia”, comemora Arthur.

Marcelo trabalhava aos sábados, mas sempre conseguiu separar um tempo para estudar a Bíblia com o casal. Na metade da jornada de estudos, ele foi convocado para assumir um cargo para o qual havia prestado concurso há muito tempo. O melhor da notícia é que ele não precisaria mais trabalhar aos sábados.

“Nossos estudos iam bem, com encontros presenciais, mas aí veio a pandemia. Nos adaptamos e optamos em continuar os estudos com encontros virtuais. Deu tudo certo. O Marcelo decidiu ser batizado na igreja central, com o pastor Jim Galvão”, relata o advogado.

Resultado positivo

Danielle ressalta que o processo de conversão de Marcelo a impactou profundamente. “Senti-me feliz em fazer parte desse processo. Estávamos orando por ele e pela namorada Gabi. Deus conduziu tudo para que desse certo”, comemora.

O estudo bíblico de Marcelo foi o primeiro ministrado pela fotógrafa. “Me sinto um instrumento nas mãos de Deus. E eu sempre oro por isso. Somos usados a todo o momento com um atendente comercial, uma pessoa na rua, com a família… precisamos estar preparados para fazer o trabalho de Deus em todos os momentos e nos colocar nas mãos dEle”, pontua Danielle.

No dia do batismo de Marcelo, o casal de amigos assistiu de perto a cerimônia em que o engenheiro deixou a velha vida para viver novas experiências ao lado de Cristo. “Eu sempre me emociono quando as pessoas são batizadas, mas talvez o fato de estudarmos juntos, da nossa amizade ter sido fortalecida, o batismo dele, em especial, nos emocionou muito. Isso aumentou ainda mais a vontade em me dispor ao trabalho de Deus”, conclui Danielle, emocionada.

Clique agora e assista a história.